10 filmes de mestres do cinema que merecem entrar na sua coleção

Interlúdio (Notorious, 1946) de Alfred Hitchcock | Após seu pai alemão ser condenado como espião, Alicia Huberman (Ingrid Bergman) passa a se refugiar em bebida e homens. É assim que se aproxima de um agente do governo americano, T.R. Devlin (Cary Grant), que a convence a trabalhar para a Inteligência como uma espiã americana no Rio de Janeiro. Para evitar a morte do pai, Alicia deverá atuar onde nazistas amigos do pai dela estão operando. Para manter seu disfarce, ela se casa com um espião nazista, mas a proximidade com Devlin é inevitável, e uma perigosa paixão poderá surgir entre os dois. Com o thriller, Hitchcock venceu o Grande Prêmio do Júri no Festival de Cannes.

O Céu Mandou Alguém (3 Godfathers, 1948) de John Ford | Após mais um assalto, três ladrões de banco Robert, Pete e William (John Wayne, Pedro Armendáriz e Harry Carey Jr.) fogem rumo ao deserto perseguidos pelo xerife Buck Sweet (Ward Bond). Durante a fuga eles cruzam com uma mulher deixada numa diligência para dar à luz. Com a ajuda do trio ela ganha o bebê, e à beira da morte faz com que eles prometam que levarão o bebê a salvo para a cidade de Nova Jerusalém. Assim, os criminosos decidem atravessar o deserto ardente, passando a arriscar as suas vidas e a sua liberdade, para salvar a criança. Um western menos tradicional do diretor John Ford, vencedor de 4 Oscar (Depois do Vendaval; Como Era Verde o Meu Vale; As Vinhas da Ira; e O Delator).

Viver (Ikiru, 1952) de Akira Kurosawa | O filme é um olhar multifacetado da vida e suas perspectivas, num complexo retrato de um homem incompreendido. Kanji Watanabe (Takashi Shimura) é um veterano burocrata que há décadas trabalha diariamente fazendo nada na Prefeitura. Ao descobrir que está com câncer no estômago, ele decide dar um sentido à sua até então desperdiçada vida.Narrado em duas partes, Ikiru mostra os questionamentos de Watanabe no presente, através de uma série de retrospectivas de sua vida. Recebeu o Lobo de Ouro no Festival de Cinema de Bucareste, em 1953, e o Prêmio Especial do Senado de Berlim no Festival de Berlim em 1954.

O Maior Espetáculo da Terra (The Greatest Show on Earth, 1952) de Cecil B. DeMille | O megalomaníaco empresário Brad Braden (Charlton Heston), proprietário do circo ‘’Ringling Brothers and Barnum & Bailey”, deseja organizar mais uma temporada de sucesso. Para isso, ele contrata um famoso trapezista conhecido como “O Grande Sebastian” (Cornel Wilde). Porém, Braden e Sebastian logo se tornam rivais, pois disputam o amor da também trapezista Holly (Betty Hutton). Enquanto isso, Braden precisa cuidar de toda sua trupe: além dos caprichos dos outros artistas, tem que lidar ainda com assaltantes, trapaceiros e animais selvagens doentes. Entre seus artistas, o bondoso palhaço Buttons (James Stewart), que nunca retira a maquiagem em função de um terrível segredo em seu passado, e um domador de elefantes cruel (Lyle Bettger). Vencedor dos Oscars de Melhor Filme e Melhor Roteiro, e dos Globos de Ouro de Melhor Filme, Melhor Diretor e Melhor Fotografia.

A Honra do Poderoso Prizzi (Prizzi’s Honor, 1985) de John Huston | Charley Partanna (Jack Nicholson) é um perigoso e respeitado mafioso, que trabalha como matador para a família Prizzi, a mais tradicional da máfia de Nova York. Partanna é respeitado por cumprir impiedosamente os contratos de assassinato para o Chefão. Irene Walker (Kathleen Turner) é uma assassina de aluguel, contratada pela mesma família, para matar um traidor ifi ltrado. Sem saber da profissão do outro, Charley e Irene se apaixonam, e ele resolve segui-la na volta para Califórnia, equilibrando compromissos de trabalho e seu interesse amoroso, até que um novo contrato torna as coisas difíceis, pondo todo mundo em riscos e confusões. Com oito indicações ao Oscar, incluindo melhor filme e diretor, a comédia policial ficou com o prêmio de melhor atriz coadjuvante (Anjelica Huston). Já no Globo de Ouro, venceu os prêmios de melhor filme (comédia ou musical), direção, atriz (Kathleen Turner) e ator (Jack Nicholson).

Tucker – O Homem e Seu Sonho (Tucker: A Man And His Dream, 1988) de Francis Ford Coppola | A história verídica de Preston Tucker (Jeff Bridges), um projetista que inovou a produção de carros em 1940. Seu primeiro emprego foi como office-boy na sede da Cadillac Motor Company, e durante toda a sua vida, Tucker foi um projetista e sempre elaborou planos industriais. Durante a II Guera Mundial, ele passou a fabricar veículos bélicos, mas com o fim da guerra, em 1945, ele destinou seu dom industrial ao seu grande sonho: construir um automóvel que fosse seguro, rápido, baixo, comprido e com boa aerodinâmica. Seu carro, o Tucker Sedan, possuía um design revolucionário para a época: era atraente, econômico e seguro. Mas a história que parecia ser o verdadeiro sonho americano sofre uma reviravolta quando a empresa ameaça o monopólio já estabelecido pelas outras grandes indústrias do setor, que com a ajuda do governo, realizam um dos maiores boicotes já registrados pela história. Após vencer o Oscar de melhor filme com O Poderoso Chefão (1972), e melhor filme e diretor com O Poderoso Chefão – Parte II (1974), Tucker é um projeto pessoal de Coppola, produzido por George Lucas.

A Época da Inocência (The Age of Innocence, 1993) de Martin Scorsese | Nova York, 1870. Newland Archer (Daniel Day-Lewis) é um jovem advogado descendente de uma família tradicional que está de casamento marcado com a jovem May Welland (Winona Ryder) da aristocracia local, quando a condessa Ellen Olenska (Michelle Pfeiffer), prima de sua noiva e paixão de infância, volta da Europa após separar-se do marido. As idéias dela chocam a tradicional sociedade americana e, ao tentar defendê-la, o advogado se apaixona por ela. Ellen também o deseja, mas não quer trair a prima e expôr o amado a novas pressões sociais trazidas por essa relação proibida. Adaptação do livro vencedor do Prêmio Pulitzer de Edith Wharton sobre um triângulo amoroso entre três membros da alta sociedade de NY, “A Época da Inocência foi dirigido por Martin Scorsese e premiado com um Oscar® de Melhor Figurino e um Globo de Ouro® de Melhor Atriz Coadjuvante para Winona Ryder.

Amores Expressos (Chung Hing sam lam, 1994) de Wong Kar Wai | Romance estiloso se passa Hong Kong e é composto de duas histórias contadas em seqüência. A primeira metade lida com o Policial 223 (Takeshi Kaneshiro), que rompeu com sua namorada de cinco anos. A segunda metade mostra o Policial 663 (Tony Leung) lidando com a ruptura com sua namorada aeromoça. O destino desses policiais se cruzará com o de outras personagens, em um turbilhão de cores e emoções. Amores Expressos é o 3º filme de Wong Kar-Wai, mas foi a primeira produção do diretor exibida no Brasil. Nos EUA, o filme foi distribuído por Quentin Tarantino, que ficou impressionado com a qualidade e energia do filme, o que acabou levando o diretor a ser reconhecido no mundo inteiro.

A Espinha do Diabo (El espinazo del diablo, 2001) de Guillermo del Toro | Aos 12 anos de idade, durante a Guerra Civil Espanhola, Carlos (Fernando Tielve) é abandonado no decadente orfanato de Santa Lúcia, que é dirigido pela Carmen (Marisa Paredes) e pelo misterioso professor Casares (Federico Luppi). Além de ser recebido com hostilidade e violência pelas outras crianças e pelo cruel funcionário Jacinto (Eduardo Noriega), as escuras dependências da nova morada representam medo e mistério para o garoto. A rotina de Carlos muda quando ele recebe a visita do fantasma de Santi (Junio Valverde), um ex-interno que foi brutalmente assassinado na instituição, e que implora vingança e alívio para seu tormento. Depois da indicação ao Oscar de melhor filme estrangeiro com O Labirinto do Fauno (2006), Guillermo del Toro venceu o Oscar de melhor filme e diretor pela fantasia romântica, A Forma da Água (2017).

Cidade dos Sonhos (Mulholland Dr., 2001) de David Lynch | Vencedor de 47 prêmios internacionais e indicado ao Oscar de Melhor Diretor, a obra de metalinguagem de David Lynch que se passa nas avenidas de Los Angeles, onde a verdade é mera ilusão. Em torno da indústria do cinema, personagens viverão suas fantasias surrealistas, desejos e esperanças frustradas. Um acidente automobilístico na Mulholland Drive, em Los Angeles, dá início a uma complexa trama que envolve diversos personagens. Rita (Laura Harring) escapa da colisão, mas perde a memória e sai do local rastejando para se esconder em um edifício residencial que é administrado por Coco (Ann Miller). É nesse mesmo prédio que vai morar Betty (Naomi Watts), uma aspirante a atriz recém-chegada à cidade que conhece Rita e tenta ajudar a nova amiga a descobrir sua identidade. Em outra parte da cidade o cineasta Adam Kesher (Justin Theroux), após ser espancado pelo amante da esposa, é roubado pelos sinistros irmãos Castigliane.