Day

novembro 19, 2015

Crítica: “A Hora e a Vez de Augusto Matraga” é o encontro do cinema com a prosa poética

“Sapo não pula por boniteza, mas por precisão”. Após alguns anos de espera, finalmente estreia o filme A Hora e a Vez de Augusto Matraga (Idem, 2012/2015) de Vinícius Coimbra, ou o encontro da sétima arte com a prosa poética de Guimarães Rosa. Na trama adaptada, Augusto Matraga (João Miguel) é um fazendeiro violento, que…