Fuja da mesmice do cinema, “Entre Tempos” estreia nesta quinta-feira (22)

ENTRE TEMPOS”, de Valerio Mieli, estreia nesta quinta-feira, nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre, Recife e Campinas.

O longa é uma história de amor contada a partir das memórias de um jovem casal. Quando eles se conhecem, se apaixonam quase que imediatamente um pelo outro, apesar de personalidades tão diferentes: ele é mais fechado para a vida e ela possui a euforia de viver. Conforme convivem, suas identidades se mesclam e se transformam.  

O filme, que foi exibido última edição do Festival do Rio e no Festival de Cinema Italiano 8 e 1/2, aborda esse romance a partir de duas perspectivas diferentes, a dele e a dela, refletindo os humores e suas mudanças internas. A jornada através dos anos de duas pessoas, unidas, divididas, felizes, infelizes, profundamente apaixonadas ou apaixonadas por outros, num único fluxo de emoções. Desta forma, apresenta ao público a possibilidade de se confrontar com o fato de que as histórias de amor estão relacionadas aos pontos de vista. 

Este é o segundo longa-metragem do diretor italiano, que ganhou os prêmios David di Donatello e Nastro d’Argento por sua primeira obra “Dez Invernos”. Distribuído no Brasil pela Cineart Filmes, “ENTRE TEMPOS” foi o vencedor da categoria “BNL Gruppo BNP Paribas” no People’s Choice Award do ano passado com, aproximadamente, 70% dos votos, e do prêmio público no Giornale degli Autori na última edição do Festival de Veneza.

Entre Tempos (Itália, 2018) | Estreia quinta-feira (22) nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre, Recife e Campinas| Direção: Valerio Mieli | Produção: Angelo Barbagallo, Laura Briand | Elenco: Linda Caridi, Luca Marinelli, Giovanni Anzaldo, Camilla Diana, Anna Manuelli, Eliana Bosi | Duração: 106 min | Gênero: Romance, Drama | Sinopse: Ele é encantador, irônico, nostálgico. Ela é cheia de vida, inteligente, apaixonada. Quando eles se encontram, se apaixonam instantaneamente. À medida em que crescem lado a lado, suas personalidades evoluem – enquanto ele fica mais leve, ela se torna mais melancólica. Entre Tempos é uma longa história de amor vista através das memórias do jovem casal. Lembranças moldadas por diferentes perspectivas e pelo próprio tempo mostram que pode haver tantas histórias de amor quanto há pontos de vista.