Mesmo baseado em uma incrível história real, “Sully” carece de emoção

Sully: O Herói do Rio Hudson (Sully, 2016) de Clint Eastwood

Sinopse: No dia de 15 de janeiro de 2009 o comandante Chesley “Sully” Sullenberger (Tom Hanks) e seu copiloto (Aaron Eckhart) iniciam a rotina de mais um voo que quase terminaria em uma tragédia. O comandante Sully, através de um ato de extrema coragem e habilidade, consegue pousar seu avião nas águas geladas do rio Hudson, salvando a vida de todos os 155 passageiros. Mesmo ele sendo exaltado por sua habilidade como comandante, uma investigação minuciosa ameaça destruir sua reputação.

Clint Eastwood já venceu dois Oscar de melhor filme e direção, por Os Imperdoáveis (1992) e Menina de Ouro (2005), e aqui dirige outro vencedor de dois prêmios da Academia, Tom Hanks, melhor ator por Filadélfia (1993) e Forrest Gump (1994).

Lançamento

A Warner lança no mercado de home vídeo do Brasil o grande sucesso de bilheteria do diretor Clint Eastwood, com cópias em DVD (preço sugerido R$ 39,90) e Blu0ray (preço sugerido R$ 69,90).

Extras do Blu-ray: SULLY SULLENBERGER: O HOMEM POR TRÁS DO MILAGRE – A diferença entre o desastre e a salvação dependiam do caráter do homem que tinha o controle; MOMENTO POR MOMENTO: O AVISO SOBRE O DESASTRE NO RIO HUDSON – Comandante Sullenberger, copiloto Jeff Skiles e o controlador de tráfego aéreo Patrick Harten contam em detalhes como foram os 208 segundos do voo 1549; COM A ÁGUA ATÉ O PESCOÇO: AS FILMAGENS DE SULLY – O diretor Clint Eastwood e os produtores Frank Marshall e Allyn Stewart revelam como foi o mergulho do voo 1549 no rio Hudson e como esse momento foi capturado para o filme.

Extras do DVD: Especial SULLY SULLENBERGER: O HOMEM POR TRÁS DO MILAGRE – A diferença entre o desastre e a salvação dependiam do caráter do homem que tinha o controle.

Opinião do editor: Todos os elementos estão presentes: história real de uma tragédia/milagre, tensão + drama, fatos pré e pós… As peças, dotados de incríveis talentos – na direção, Clint Eastwood, e Tom Hanks como protagonista. Está tudo aqui, porém, faltou emoção.