Para ver e rever, “Acusados” é a cultura do estupro X justiça

Acusados (The Accused, 1988) de Jonathan Kaplan | Com: Jodie Foster, Kelly McGillis, Bernie Coulson, Leo Rossi, Steve Antin, Carmen Argenziano e Ann Hearn.

“Acusados” (1988) está disponível em DVD pela Classicline (Foto: Classicline)

A Classicline acerta em cheio em relançar um intenso drama de tribunal, que deu o primeiro Oscar de melhor atriz à Jodie Foster. Datado de 1988, a obra suscita discussões sobre o qual passam as vítimas em casos de denúncias de estupro: no qual as mulheres são suspeitas em seus próprios casos.

O filme foi baseado em um caso real ocorrido em Massachussets, nos EUA, ao recontar a história de uma jovem brutalmente estuprada por três homens em um bar, enquanto pessoas assistem e incentivam o ato. A promotora Kathryn Murphy (Kelly Mcgillis, de Top Gun: Ases Indomáveis, 1985), responsável pelo caso, conhece as dificuldades do processo. O ponto alto e dramático da obra, é quando a vítima terá que reviver a noite do ataque ao confrontar seus abusadores no tribunal.

O filme que foi um marco na carreira de Foster, num papel que mostra o quão questionável pode ser o papel da justiça, ao mostra como a sociedade é (infelizmente) naturalmente machista, o que acaba por torná-la mais injusta.

Jodie Foster ganhou não apenas o Oscar de melhor atriz pela sua interpretação (o segundo chegaria com O Silêncio dos Inocentes, 1991), mas também o Globo de Ouro de melhor atriz (drama), além da indicação ao Bafta.

Como pode um filme de 1988 ainda ser tão atual, não é mesmo? Mais uma obra que merece ser vista, revista e ir para a sua prateleira. A direção é de Jonathan Kaplan, que provou versatilidade ao assinar filmes bem sucedidos como Projeto Secreto: Macacos (1987), Obsessão Fatal (1992), As Barreiras do Amor (1992), Quatro Mulheres e Um Destino (1994) e A Viagem (1999).