Realizadores de filme cearense debatem processo criativo no Porto Iracema das Artes

Fruto do encontro de dois grupos artísticos de Fortaleza, Bagaceira de Teatro e Alumbramento Filmes, o longa-metragem “Inferninho” chega à fase de finalização. A estreia está prevista para o início de 2018, mas enquanto a produção não chega às telonas os artistas dividem com o público o processo de construção do filme. O debate ocorre na próxima quarta-feira, 26, às 19 horas, na sala de teatro do Porto Iracema das Artes.

A ideia de “Inferninho” nasce como dramaturgia para teatro, é adaptada para série de TV após passar pela primeira edição do Laboratório de Audiovisual do Porto Iracema, em 2013, e acaba resultando em um longa. A simbiose se dá a partir da união de uma produtora de audiovisual e um grupo de teatro, e é sobre esse encontro, suas relações e seus frutos, que a abertura de processo vai tratar. A conversa terá a participação dos diretores Guto Parente e Pedro Diógenes, além de alguns atores do elenco, como Yuri Yamamamoto, Démick Lopes, Rafael Martins, Tatiana Amorim, Samya De Lavor e Rogério Mesquita.

O filme se passa todo dentro de um bar, o “Inferninho”. O ambiente escuro e velho, localizado num lugar ermo, é freqüentado por clientes que querem fugir da realidade. A proprietária do bar, Deusimar (Yuri Yamamoto), se envolve com um cliente misterioso, Jarbas (Demick Lopes), um marinheiro forasteiro. A relação de Deusimar e Jarbas transforma o cotidiano do bar e mexe intensamente com a vida dos funcionários do “Inferninho”: Luiziane (Samya de Lavor), a cantora do bar; Coelho (Rafael Martins), o garçom e Caixa-Preta (Tatiana Amorim), a faxineira. O elenco do filme ainda conta com a participação de Paulo Ess, Galba Nogueira, Pedro Domingues, Gustavo Lopes, William Pereira, entre outros artistas.

O longa foi rodado durante 12 dias no Ateliê Rural Alpendre, em Cascavel, onde foi construído o ambiente do bar. O filme contou com recursos que, inicialmente, serviriam para um piloto de série de TV. No entanto, durante o intenso processo criativo, a produção acabou se transformando em longa-metragem. Os recursos vieram do Edital de Cinema da Secretaria da Cultura do Estado do Ceara, que contou com aporte da Ancine (Agência Nacional de Cinema). O filme é uma parceria entre Alumbramento, Grupo Bagaceira de Teatro e Marrevolto Filmes.

Ficha Técnica

Direção: Guto Parente e Pedro Diógenes; Idéia Inicial: Grupo Bagaceira; Argumento: Guto Parente, Pedro Diógenes e Rafael Martins; Roteiro: Guto Parente e Pedro Diógenes; Criação de Universo e Personagens: Rafael Martins; Direção de Fotografia: Victor de Melo; Direção de Arte: Tais Augusto; Som: Lucas Coelho; Figurino: Isac Bento e Filipe Arara; Montagem: Victor Costa Lopes; Trilha Sonora: Vitor Colares e Felipe Lima; Direção de Produção: Clara Bastos e Rogério Mesquita; Produção Executiva: Amanda Pontes e Carol Louise.

Serviço

O quê: Abertura de processo do filme “Inferninho”
Quando: 26 de julho (próxima quarta-feira), às 19 horas
Onde: Sala de teatro Sidney Souto (Porto Iracema das Artes – Rua Dragão do Mar, 160, Praia de Iracema)
Gratuito e aberto ao público