‘Versão Desmascarada’ de “Cinquenta Tons Mais Escuros” apresenta versão sem cortes

A Universal Pictures Home Entertainment vai lançar “Cinquenta Tons Mais Escuros” no Brasil em uma Edição Sem Cortes (batizada de ‘Versão Desmascarada’), com versões em Blu-ray e DVD. A versão em alta definição conta com um vasto material extra de bastidores, recomendado aos fãs do título. Nas duas mídias, o filme estará disponível a partir do dia 24 de maio com cerca de 14 minutos a mais da versão exibida no cinema.

Além do novo filme, a Universal também lança de um pack econômico contendo Cinquenta Tons de Cinza + Cinquenta Tons Mais Escuros, este somente em DVD.

O fenômeno global deflagrado pela trilogia best-seller de E.L. James retorna com o segundo capítulo do romance com pitadas sexuais que cativou o mundo. Os fãs podem ficar em casa e aproveitar uma a noite cinematográfica com Cinquenta Tons Mais Escuros – Versão Desmascarada, e dessa vez a trama promete que será sem mais regras, nem segredos.

Na trama, um ressentido Christian Grey (Jamie Dornan, de Jadotville) tenta atrair a cautelosa Anastasia Steele (Dakota Johnson, Aliança do Crime) de volta para sua vida, ela exige um novo acordo, antes de dar a ele uma nova chance. À medida que os dois desenvolvem a confiança e vão encontrando a estabilidade, figuras sombrias do passado de Christian começam a rondar o casal. Jack Hyde (Eric Johnson, “Smallville”) e Elena Lincoln (Kim Basinger, Oscar de atriz coadjuvante por Los Angeles – Cidade Proibida, 1997) intensificam a história, decididos a destruir as esperanças do casal de ter um futuro juntos.

Dirigido por James Foley (seriado “House of Cards”, e de O Sucesso a Qualquer Preço, 1992), a continuação também apresenta Bella Heathcote (Sombras da Noite), além das atrizes que retornam, Marcia Gay Harden (Oscar de atriz coadjuvante por Pollock, 2000) e Rita Ora (Cinquenta Tons de Cinza).

Além da versão original do cinema e uma nova versão sem cortes, também é possível ver os bastidores e uma prévia com o que virá em Cinquenta Tons de Liberdade (2018), o terceiro e último episódio da trilogia.

Ficha técnica:

Elenco: Dakota Johnson, Jamie Dornan, Eric Johnson, Rita Ora, Luke Grimes, Victor Rasuk, Kim Basinger, Marcia Gay Harden | Música: Danny Elfman | Supervisão Musical: Dana Sano | Figurino: Shay Cunliffe | Montagem: Richard Francis-Bruce | Desenho de Produção: Nelson Coates | Direção de Fotografia: John Schwartzman | Produção: Michael De Luca, E.L. James, Dana Brunetti, Marcus Viscidi | Baseado no livro de: E.L. James | Roteiro: Niall Leonard | Direção: James Foley

DVD Colorido (preço sugerido: R$ 39,90) | Gênero: Romance | Duração: 117 min (versão cinema) / 131 min (versão estendida) | Formato de tela de filme: Widescreen 2.40:1 | Áudio: INGLÊS (DD 5.1), ESPANHOL (DD 5.1), PORTUGUÊS (DD 5.1) | Legendas: INGLÊS (SDH), ESPANHOL, PORTUGUÊS | Classificação indicativa: 16 anos | Extras do DVD: Cenas excluídas; Uma prévia de Cinquenta Tons de Liberdade; Texto Mais Escuros – a autora E.L. James e o roteirista Niall Leonard recordam a história do livro e apresentam a história mais escura e sua adaptação para as telas; Reunião escura – a equipe e o elenco falam sobre este segundo filme, e onde encontramos Ana, Christian e seus amigos.

Pack em DVD: Cinquenta Tons de Cinza + Cinquenta Tons Mais Escuros (preço sugerido: R$ 49,90)

Blu-ray (preço sugerido: R$ 69,90) | Gênero: Romance | Duração: 117 min (versão cinema) / 131 min (versão estendida) | Formato de tela de filme: Widescreen 2.35:1 | Áudio: INGLÊS (DTS:X), PORTUGUÊS (DTS DIGITAL 5.1 SURROUND),ESPANHOL (DTS DIGITAL 5.1 SURROUND) | Legendas: INGLÊS (SDH), ESPANHOL, PORTUGUÊS | Classificação indicativa: 16 anos

Extras do Blu-Ray: Cenas excluídas; Uma prévia de Cinquenta Tons de Liberdade; Texto Mais Escuros – a autora E.L. James e o roteirista Niall Leonard recordam a história do livro e apresentam a história mais escura e sua adaptação para as telas; Reunião escura – a equipe e o elenco falam sobre este segundo filme, e onde encontramos Ana, Christian e seus amigos; Uma direção mais escura – o diretor James Foley explica como sua visão atendeu às expectativas dos fãs; Novas ameaças – uma apresentação dos novos e ameaçadores personagens, incluindo Jack Hyde, Leila e, claro, Elena Lincoln, mais conhecida como sra. Robinson; Baile de máscaras – este minifilme sobre uma das mais marcantes cenas do filme – o baile beneficente na Mansão Grey – mostra o desenho de produção e os figurinos, além de bastidores com a equipe e os principais componentes do elenco; Íntimo com Mais Escuros – um olhar intenso e uma conversa sobre o mundo íntimo, sensual e provocativo de Cinquenta Tons Mais Escuros, incluindo uma visita ao Quarto Vermelho e, claro, os novos “brinquedos”.

Opinião do editor:

O roteiro é tão ruim (e extremamente risível), que não sei como em todos os diálogos entre Grey e Anastasia eles simplesmente não caem na gargalhada. Levar aquele troço a sério é trabalho pesado.

Fazer um jogo erótico, brincar um com o outro, satisfazer fantasias, às vezes até passar um pouco dos limites e gozar, são coisas completamente normais e irrestritas em uma relação. O problema aqui é que, pelo menos para Mr. Grey, tudo parece ser uma questão de dinheiro. Ou simplesmente as coisas podem ser resumidas à: ele compra tudo para ela, portanto ela faz tudo que ele quer, não tem voz ativa e fica tudo por isso mesmo. Eu pergunto: esse é mesmo o homem dos sonhos da mulher? Isso é que se chama de uma relacionamento?

Com sequências previsíveis, personagens unidimensionais, suspense fake e momentos “quero-ser-sexy”, ornamentado de uma grande playlist do Spotify e uma mensagem extremamente perigosa, Cinquenta Tons Mais Escuros é um amontoado de clichês. Em resumo, a continuação de Cinquenta Tons de Cinza (2015) mantém o nível do anterior, e é ridícula.