Remake de “Cemitério Maldito” em DVD tem final alternativo e cenas deletadas

Com uma carreira de sucesso satisfatório nos cinemas, o remake de Cemitério Maldito (Pet Sematary, 2019), uma nova adaptação do livro de Stephen King (“O Cemitério”), 30 anos depois do original, chega agora em DVD no Brasil pela Paramount Home Entertainment. E com novidades. O lançamento inclui mais recursos especiais, com final alternativo totalmente novo, sete cenas deletadas/estendidas e um especial com visões assombradas da família. Sem dúvida, um verdadeiro objeto de desejo para todos os fãs de Stephen King.

Na trama, o médico Louis Creed (Jason Clarke, de Everest; A Hora Mais Escura; O Primeiro Homem; e Planeta dos Macacos: O Confronto), muda-se com sua família para a cidade de Ludlow, no interior dos Estados Unidos. Lá descobrem que existe um enigmático cemitério de animais, que de acordo com os moradores do local é amaldiçoado. Uma sucessão de eventos começa a acontecer e Louis descobre através de seu vizinho Jud, personagem do ótimo John Lithgow (Indicado ao Oscar por Laços de Ternura e O Mundo Segundo Garp), que o terreno do cemitério pode ressuscitar os mortos, porém estes mortos não voltam como antes, mas sim irreconhecíveis e muito violentos.

Cemitério Maldito (Pet Sematary, 2019) | Direção: Kevin Kolsch, Dennis Widmyer | Gênero: Terror | Elenco: Jason Clarke, Amy Seimetz, John Lithgow, Jeté Laurence, Obssa Ahmed | DVD Simples (preço sugerido: R$ 39,90) | Duração: 101 minutos | Formato de Tela: Widescreen 1:78:1 Anamórfico | Áudio: INGLÊS (DD 5.1) e PORTUGUÊS (DD 5.1) | Legenda: INGLÊS e PORTUGUÊS | Classificação Indicativa: 16 anos | Extras: Final Alternativo Totalmente Novo + 7 cenas deletadas/estendidas + especial Terrores da Noite – Visões assombradas da família |Sinopse: A família Creed se muda para uma nova casa no interior, localizada nos arredores de um antigo cemitério amaldiçoado usado para enterrar animais de estimação – mas que já foi usado para sepultamento de indígenas. Algumas coisas estranhas começam a acontecer, transformando a vida cotidiana dos moradores em um pesadelo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *